S.

Eu escolhi S. (J. J. Abrams e Doug Dorst.) como minha leitura de fevereiro do Desafio Corujesco, cujo tema era uma aventura no mar, porque uma parte deste labirinto literário se passa em um navio. Contudo S. é muito mais do que uma aventura marítima, ele é uma intricada obra de arte, cheia de mistérios e maravilhas.

Meu primeiro contato com essa obra foi logo no lançamento, bastou ler uma ou duas vezes sobre ele e já estava na minha lista de querências literárias. Apesar de logo já ter comprado o livro, acabei ficando um pouco receosa de iniciar a leitura e fui adiando, adiando… e adiando. Até que aproveitei a deixa do desafio e coloquei ele na jogada.

Para começar é necessário deixar claro que S. é uma obra bem peculiar, pois se trata de uma experiência literária e não apenas de um livro. A obra central chamada “O Navio de Teseu”, escrita por V.M. Straka é o ponto de partida desta aventura que nos conecta também com a história de Jennifer e Eric que se comunicam através de anotações nas margens do livro na tentativa de desvendarem os mistérios que cercam o autor V.M. Straka.

Eu segui um esquema de leitura para facilitar a compreensão da obra, existem várias maneiras de se lançar nesse universo, escolhi a que me pareceu mais lógica pois segue uma ordem cronológica na leitura das anotações de Eric e Jennifer.

Meu esquema de leitura

 

Na trama central de “O Navio de Teseu” conhecemos um homem sem lembranças de seu passado que é obrigado a embarcar em um navio misterioso se envolvendo em uma perigosa jornada. Este homem é chamado de S. e é a sua perspectiva que acompanhamos durante a leitura da obra principal. A leitura desta parte é labiríntica, cheia de divagações, reviravoltas e metáforas, tornando a leitura um pouco mais arrastada mas não menos interessante.

A leitura da trama dentro da trama, que envolve a história de Jennifer e Eric foi mais ágil e fluída. Os diálogos entre os dois se desenrolam nas margens do exemplar do livro que pertence à Eric e a impressão que temos é de que somos furtivos observadores da intimidade alheia. Os dois se lançam em uma investigação para tentar descobrir quem foi Straka, mas acabam descobrindo muito mais sobre si mesmos.

O projeto gráfico do livro é uma obra prima. Inclui diversos anexos que complementam a narrativa da investigação e tornam o percurso da leitura muito interessante. O capricho da edição brasileira é visível em todos os detalhes primorosos que incluem o aspecto envelhecido do livro, mapa desenhados à mão em guardanapo, cartões postais e muito mais.

Anexos

A experiência com S. foi muito peculiar e interessante, não é uma leitura que recomendo a todo leitor pois ela exige bastante e quem está iniciando no mundo da leitura pode achar cansativo, contudo para aqueles leitores, iniciantes ou não, aventureiros e destemidos é sem dúvida uma experiência que vale à pena!

Que a força da leitura esteja com você!

13 livros recomendados por Emma Watson

Adoro uma lista, e quando vi essa com 13 indicações de livros feita por Emma Watson, não resisti e trouxe para o blog. A lista é antiga, mas está valendo!

– A culpa é das estrelas, John Green
– O BGA: O Bom Gigante Amigo, Roald Dahl
– O Pequeno Príncipe
– A nascente, Ayn Rand
– Os Resíduos do Dia, Kazuo Ishiguro
– Jogo da velha, Malorie Blackman
– Pequenas delicadezas: conselhos sobre o amor e a vida, Cheryl Strayed
– Cartas de amor aos mortos, Ava Dellaira
– O Poder dos Quietos: como os tímidos e introvertidos podem mudar um mundo que não para de falar, Susan Cain
– Só Garotos, Patti Smith
– A Sombra do Vento por Carlos Ruiz Zafón
– Mom & Me & Mom por Maya Angelou
– The Opposite of Loneliness: Essays and Stories, Marina Keegan

Já li 4 livros dessa lista, tenho 2 na minha lista de futuras leituras e fiquei com vontade de ler outros, enfim não posso mesmo ver uma lista de livros.

Que a força da leitura esteja com você!

Desafio Corujesco 2018

Depois de alguns anos sem participar de nenhum desafio literário, eis que me animei a tentar novamente ao ler sobre o Desafio Corujesco 2018, capitaneado pela Lu, do Coruja em Teto de Zinco Quente e pela Tatá, do Randomicidades. Gostei muito dos temas e já monte minha lista de leituras.

* Fevereiro
Tema: Uma aventura no mar
A maior parte do planeta está debaixo d’água. Para além disso, o mar sempre exerceu um enorme fascínio no ser humano; um lugar de mistérios, uma estrada que nos liga a lugares longínquos; uma paixão, um horror, uma aventura: o mar pode ganhar muitos significados a depender do personagem e do leitor.
Livro escolhido: S. O Navio de Teseu, Doug Dorst & J. J. Abrams

* Março
Tema: Um livro, uma estação
Um livro com uma estação do ano no título e/ou no enredo.
Livro escolhido: Aconteceu naquele verão, Stephanie Perkins (org)

* Abril
Tema: Uma história oriental
Fica a critério do leitor o que quer entender como oriente: uma localização geográfica, cultural ou econômica, fato é que devemos de vez em quando fugir ao eixo Europa-EUA de nossas leituras.
Livro escolhido: O Incolor Tsukuru Tazaki e Seus Anos de Peregrinação, Haruki Murakami

* Maio
Tema: Uma história sobre livros
Tema bastante autoexplicativo. Quer coisa melhor que um livro que fale sobre livros?
Livro escolhido: A leitora, Mar de Tinta e Ouro # 1, Traci Chee

* Junho
Tema: Uma história de família
Pode ser uma história que abarque gerações de uma mesma família ou um drama familiar mais conciso. Pode ser tipo aquela macarronada de domingo em que todo mundo se reúne e todo mundo se mete na vida de todo mundo ou aqueles enredos de pais e filhos que não conseguem conviver. O importante é ter família, em conflito ou em harmonia, cheia de segredos e esqueletos no armário ou que lava a roupa suja em público, o gosto é do leitor.
Livro escolhido: A garota do penhasco, Lucinda Riley

* Julho
Tema: Uma história pós-apocalíptica
Um livro que tenha um cenário apocalíptico ou pós-apocalíptico, onde a sociedade como conhecemos tenha sido destruída. Podem ter explodido a terra ou tornado ela inabitável; pode ser que estejamos morando nos subterrâneos ou num trem a toda velocidade… mas o conflito e as mudanças causadas pelo ‘fim do mundo’ como o conhecemos têm de aparecer por aqui.
Livro escolhido: O Circo Mecânico Tresaulti, Genevieve Valentine

* Agosto
Tema: Uma história em tempos de guerra
Uma história que aconteça no nosso mundo ou mesmo num lugar e época ficcionais: histórias que se passam em tempos de guerra são um bom exercício para entendermos empatia, coragem e desespero, para vermos o que há de melhor e pior no ser humano. São histórias necessárias, sem dúvida alguma.
Livro escolhido: A guerra que salvou a minha vida, Kimberly Brubaker Bradley

* Setembro
Tema: Uma história narrada em primeira pessoa
E é isso. 🙂 Precisa de mais?
Livro escolhido: A Mulher do Viajante no Tempo, Audrey Niffenegger

* Outubro
Tema: Uma história que te provoque risos.
Também não precisa explicar muito, não é mesmo? A essa altura, já estamos chegando no fim do ano e um pouco de risada para ajudar com o estresse é simplesmente necessário.
Livro escolhido: A Extraordinária Viagem do Faquir Que Ficou Preso Em Um Armário Ikea, Romain Puértolas

* Novembro
Tema: Uma história com teoria da conspiração
Histórias de organizações secretas que tramam e acobertam uma situação ou evento da humanidade. Adoro uma boa teoria da conspiração, não importa se ridícula ou completamente crível. A imaginação é o limite!
Livro escolhido: A Conspiração Mozart, Scott Mariani

p.s Depois de mais um ano extremamente caótico a assustador em que mais uma vez não consegui me dedicar ao Bibliophile, nem me dignei a fazer uma postagem de retorno. Como sou insistente, 2018 será minha última tentativa de ainda continuar.

Que a Força da leitura esteja com vocês!

Você consegue citar um livro para cada letra do seu nome?

Consigo 😀

M – Morte de tinta, Cornélia Funke

I – Insurgente, Veronica Roth

C – Coraline, Neil Gaiman

H – Harry Potter e a criança amaldiçoada, Jack Thorne

E – Emma, Jane Austen

L – Lugar Nenhum, Neil Gaiman

L – Lordes e Damas, Terry Pratchett

E – Eleanor & Park, Rainboow Rowell

Só citei livros na minha biblioteca e assim como a minha amiga Tatá, evitei livros iniciados por artigos.

Canais Literários

Confesso que não sou uma adepta aficionada de canais no youtube, mas tem alguns que eu gosto muito de acompanhar, principalmente porque produzem conteúdos interessantes e que fogem do um pouco do lugar comum. Alguns deles não são exclusivamente literários, mas volta e meia falam de literatura. Deixo com vocês os meus 7 canais preferidos. Ah, quem tiver dicas, deixa nos comentários 😉

Que a força da leitura esteja com vocês 😉

 

Dia do leitor… e o retorno

Hoje é celebrado, mundialmente, o Dia do Leitor e como é um dia especial para os bibliófilos de plantão, também o escolhi para ser o dia do retorno do blog.

Depois de um ano conturbado, repleto de problemas de saúde, é tempo de regressar! Para marcar este retorno vou registrar minhas metas literárias para 2017.

Sempre participei de desafios literários, contudo venho observando que tenho me sentido meio presa, sempre cumpro as metas, mas as leituras não tem sido tão prazerosas quanto deveriam ser. Então esse ano, inspirada na leitura de blogs queridos, decidi traçar metas diferentes que me deixem mais a vontade mas que ainda assim sejam desafiadoras. Vamos à elas:

  1. Ler no pelo menos 43 livros.
  2. Concluir uma das séries iniciadas e com todos os volumes já publicados.
  3. Fazer leituras de 3 países diferentes (Projeto Volta ao Mundo em 198 Livros)
  4. Reler Sandman, Neil Gaiman.
  5. Ler um conto por semana.
  6. Ler um dos livros indicados pela Rory Gilmore.
  7. Ler 7 livros do desafio literário  “Livros para viajar para outros mundos”,  do marcador da Livraria Cultura.

Que a força da leitura esteja com vocês! 😉

Salvar

Salvar