A maldição da moleira

“Vovó se controlou durante sete netos… eu era o último.”

A maldição da moleira traz a história do pequeno Heitor que após um ato surpreendente de sua avó perde toda sua inocência de bebê, e de repente se vê refletindo sobre o mundo que o cerca, ele compreende tudo mas não é compreendido já que seu corpo de bebê não acompanhou o “salto” da sua mente e ele não consegue se expressar

O argumento do livro é encantador, e proporciona momento hilários, como quando Heitor discorre sobre os teletubbies:

“… Depois vem a Po (pijama vermelho), que é louca. Não quero usar o termo ‘histérica’, mas Po pula bastante, fala bastante, canta bastante, sorri bastante, corre bastante e só não tem ataque de falta de ar por causa do patrocinador. Ela deve tomar remédios fortes. Ela tem uma patinete e dirige feito uma desvairada. Se algum dia Dipsy esfregar um cheque na cara da Po, ela é bem capaz de rasgar o cheque e engolir os pedacinhos.”

Essa pequena descrição já dá o tom da narrativa, toda permeada de referências contemporâneas do universo infantil, e muito mas muito engraçada mesmo. O livro é muito instigante e para além de toda hilariedade me levou a pensar mais sobre como encaramos os bebês, irei olhar meu sobrinho que deve chegar no início de fevereiro com outros olhos, ah isso vou.

O projeto gráfico do livro é outro aspecto que me encantou, a capa já chama atenção por ser roxa e com o título em posição vertical e dentro a surpresa mais interessante é que a numeração da páginas está localizada na margem esquerda. As ilustrações de Alê Abreu enriquecem ainda mais essa obra tão peculiar.

Este livro me proporcionou uma leitura pra lá de agradável e engraçada, as 127 páginas do livro foram devoradas em uma tarde mormacenta, e a despeito do calor infernal conseguiu me fazer cocégas no cérebro de tão boa que foi.

Esta leitura é a segunda dentro da temática Infanto-juvenil que corresponde ao mês de janeiro para o Desafio Literário 2011.

41 ideias sobre “A maldição da moleira

  1. Mi!!! Amei! Não conhecia, muito divertido e veio a calhar com algumas coisas que tenho pensado ultimamente por conta do desafio. Tendemos a decidir o que as crianças irão gostar, a colocamos em um nicho de gêneros e fórmulas sem sequer pensar que cada criança é única, com personalidade distintas, não é uma tábula rasa a quem tudo deve ser imposto, que deve sempre ter que gostar dos Teletubbies, por exemplo. Esse eu quero ler, com toda a certeza e dedicar à algumas crianças que conheço.

    Beijocas

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Ah Vivi como sempre os teus comentários só vem acrescentar, concordo contigo que temos essa tendência em rotular as crianças, no cotidiano no meu pequeno percebo muito isso, muitas vezes o encantamento dele é por aquilo que justamente pensamos não ser “adequado” para idade dele, geralmente pela complexidade da linguagem e ele sempre me surpreende neste aspecto.
    O livro é mesmo excelente, uma leitura instigante e criativa.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  2. Ah!, nunca li este livro e, até então, nunca tinha ouvido falar nele. Mas parece ser bem legal mesmo, hein?
    Ri muito com a crítica aos teletubbies, pois, sinceramente, não entendo como é que uma criança consegue aprender alguma coisa com aquilo.
    😀
    Beeeijo

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Olá Salomé!
    O livro é hilário, além dessa sacada genial dos Teletubbies tem outras muito boas, é sem dúvida uma obra que merece atenção.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  3. Que história original! E o título é hilário, diga-se de passagem… Rs
    Parabéns pela escolha, Mi!

    Bjoos

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Oi Li! E mesmo muito original, criativa e acima de tudo hilária… vale a pena a leitura.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  4. Mi!!!!!

    Eu simplesmente amei a tua resenha! Tô adorando te sentir mais nelas, sabe? Você não falava muito das tuas impressões e eu sentia bastante falta disso. 🙂

    E claro, fiquei super curiosa sobre o livro, ainda mais se é cheio de referências. Adoro livros com essas referências. 🙂 Parece meio que um quizz, sei lá! 🙂

    Smacks pra ti!

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Ah estava mesmo esperando o teu comentário e é claro que amei que tu pecebeu eu ali 🙂
    O livro é muito divertido mesmo, eu adorei 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  5. O Bergman (cineasta) disse em sua biografia que adorava sair com o avô porque, ao contrário da maioria dos adultos, ele não o segurava no colo olhando para trás, mas fazendo cadeirinha, de modo que ele podia enxergar a mesma coisa que o avô. Via o mundo de frente.
    Criança é gente, só que pequena.
    Beijos Mi

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Báh Mom que história mais linda essa do Bergman… ele tinha um avô especial é difícil encontrar pessoas que não pensenm nas crianças como um “vir a ser” algo que ainda não é.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  6. tive o mesmo tipo de pensamento que heitor ao assistir teletubbies! genial
    está na minha wishlist 2011!!!!
    adorei sua resenha

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Báh essa parte dos Teletubbies é doer a barriga de tanto rir, é muito bom mesmo! Que lega que tu gostou da resenha e ainda por cima colocou ele na tua wishlist 🙂

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  7. Oi Mi!
    Nossa, adorei a resenha, fiquei super curiosa para ler esse livro. Nunca tinha ouvido falar nele, mas agora vou lê-lo o quanto antes.
    Abraços e parabéns!

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Báh que bom que ficastes curiosa, ele é um livro muito instigante e criativo, fiquei muito feliz que tu gostou da resenha 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  8. Livro infantil é uma delícia. Tenho verdadeira paixão.

    E esse me pareceu uma belezura.

    Gostei da capa também, bem diferente.

    Se eu consegur ele em alguma biblioteca eu quero ler.

    beijos

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Dani esse livro faz parte do FNDE deve ter em bibliotecas escolares por ai, procura mesmo que vale a pena, é uma delícia 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  9. O livro parece lindo (visual) e pela resenha deve ser bem divertido, não conhecia.

    Bjus

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    Kycia Reply:

    Sério, morri de rir com o trecho em destaque.
    E a cara do bebê olhando para o palhacinho? Rsrsrs
    Muito bom mesmo!! Entrou pra minha lista nesse momento, viu?!
    Parabéns pela resenha e pela ótima dica.
    Bjos

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Báh que bom que gostastes, as ilustrações são mesmo lindas e complementam a história de forma muito bacana. 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    É lindo mesmo Cláudia, e muito divertido, não sei se ele é conhecido do grande público, mas deveria de tão bom que é 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  10. Parabéns pela escolha do livro.
    Acho bacana quando os autores demostram por meio de suas obras que a criança é capaz de compreender e fazer a leitura do mundo ao seu redor.
    Nós adultos queremos pensar por elas sem entender que elas tem identidade própria.

    Abs, Rê

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Oi Rê, é mesmo difícil encontrarmos autores que respeitam a criança enquanto leitor, a Índigo, nesta obra faz isso de forma muito cativante.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  11. Adorei sua resenha. Já li um livro da autora e gostei bastante, mas nunca tinha ouvido falar desse livro, parece ser bem legal.

    Beijos

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Olá Lígia, este foi o primeiro da autora que li e gostei demais, vou procurar outros dela para ler.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  12. Adorei a resenha! Parece super divertido.

    Agora, me conta, como eh que vc ja leu 2 livros do mes de janeiro??? Afe, como voce le rapido, Mi! Eu to lutando com o Charlotte’s Web aqui, to na metade, quero ver se consigo terminar antes do mes virar! hahahaha Mas eh que to lendo outro junto, ai ja viu…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Ana, na verdade eu já li 6 livros agora em janeiro hehehehe esse foi o segundo e é bem divertido mesmo, diversão garantida 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  13. Cada livro legal que você me aparece, Mi!
    Eu ri lendo o trechinho que você colocou…deve ser uma coisa muito divertida e surreal esse bebê “pensador”! kkk

    Bjocas

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Ah querida que bom que tu gostas, esse bebê pensador é mesmo surreal e encantador, vale uma espiada nesse livro, rende muitas risadas 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.