Da Terra à Lua

Minha terceira e última leitura com a temática Ficção Científica também foi uma obra de Júlio Verne, mas dessa vez a inventividade e a aventura se fizeram presente desde o início da trama, originalmente publicada em capítulos no Journal des Débats, em 1865.

Da Terra à Lua narra a saga dos membros do Clube do Canhão para dar vida à ideia de construir um canhão gigantesco para lançar um projétil à lua. A experiência é proposta por Barbicane, presidente do Clube que vendo como seus membros estão ociosos com o fim da Guerra da Secessão revolve empreender uma aventura até então jamais vista.

Com um humor irônico e sagaz o autor faz a narrativa fluir de forma agradável, com explicações mirabolantes para os percalços que aparecem para o sucesso do empreendimento. É realmente admirável que as personagens em nenhum momento duvidam que tudo dará certo, nem mesmo quando um francês chamado Michel Ardan se propõe a ser tripulante do projétil.

Tudo na trama é gigantesco, o canhão construído na Flórida, a bala oca, o telescópio e a quantidade de pólvora usada são de proporções impensáveis, mas a despeito de todos as adversidades a bala é lançada com sucesso, mas quando se aproximou do satélite ao invés de aterrissar a bala entrou em órbita da própria lua. Aqui podemos realmente ver a veia irônica do texto de Verne, quer coisa mais irônica do que os candidatos a exploradores do satélite se transformarem em satélite dele? Dentro da bala existiam suprimentos para a sobrevivência dos astronautas por 3 meses, o futuro deles é descrito no livro À roda da Lua.

Uma curiosidade sobre esta obra é que o local do lançamento da bala de canhão tripulada, em Tampa, nos EUA fica apenas a 30Km de onde foi lançada a Apollo11, cerca de 100 anos depois.

VERNE, Júlio. Da Terra à Lua. São Paulo: Melhoramentos, 1982.

Esta leitura é a terceira para o Desafio Literário 2011 cujo tema do mês de abril é a leitura de obras de Ficção Científica.

Confira no blog do Desafio as resenhas dos outros participantes.

8 thoughts on “Da Terra à Lua

  1. Hein, Mi, é muito interessante a capacidade do autor em visualizar e antecipar a sociedade científica existente no dias de hoje. Sem dúvida, um autor que merece ser lido pois elucida o nosso tempo. Ótima escolha!

    Beijocas

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    As coincidências são mesmo espantosas, só por elas já valeria a leitura e soma-se o talento do Verne temos leituras deliciosas hehehehe
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  2. Ahhh agora sim, este me deixou curiosa e com muita vontade de ler, gosto de livro em que a narrativa é gostosa e o livro flui sem nos sentimos cansados.
    Adorei a resenha flor…

    Beijocas

    Vivi
    Filmes, livros & séries
    http://www.filmeslivroseseries.com

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    Vivi Reply:

    Porque diaxo minha foto não aparece aqui aaaaaaahhhhhhhhhhhh.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Vivi não sei não, mas vou ver por que tua foto não aparece aqui 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Vivi esse sim é bem no estilo do Verne que me conquistou na infância, leitura ótima.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.