Matilda

"O Sr. Losna olhou irritado para Matilda. Ela não se movera. Já tinha aprendido a bloquear os ouvidos contra os sons desagradáveis da televisão. Continuou a ler, imperturbável, e por alguma razão isso enfureceu o pai. Talvez sua raiva tenha aumentado por ver sua filha desfrutando de alguma coisa que ele não alcançava" (pg.34)

A leitura de Matilda, Roald Dahl se mostrou ainda mais encantadora do que esperava. Já conhecia a história por sua versão cinematográfica e como adoro o filme estava com expectativas bem altas, e isso não atrapalhou a leitura em nenhum momento, pois apesar das indefectíveis modificações que a transposição de linguagem acarreta a essência da história é a mesma.

Matilda é uma menina muito especial, que nasceu em uma família que não lhe dá a mínima atenção. Aos 3 anos ela já sabe ler mas os pais acham que livros são perda de tempo, o pai é um desonesto vendedor de carros usados, a mãe negligencia a filha para passar as tardes jogando bingo e o irmão parece nem ao menos se dar conta de que tem uma irmã, nesse contexto desolador, a menina encontra forças na literatura, as vozes de milhares e milhares de histórias ajudam amenizar seu sofrimento.

A entrada de Matilda na escola é marcada por contrastes ainda mais acentuados, lá ela se depara com a figura da diretora que despreza a infância e considera as crianças seres desprovidos de direitos, já a professora da classe da menina é o extremo oposto, gentil e atenciosa logo ela percebe o incrível potencial intelectual da menina. Mistérios e aventuras e pequenas vinganças se misturam na narrativa de forma encantadora e a maneira como Roald Dahl a conduz é fantástica.

O livro é acima de tudo uma metáfora sobre a perseverança, Matilda podia muito bem ter se conformado com a família que tinha e se enquadrado nos padrões que os pais consideravam adequados, mas ela não aceitou e mesmo sendo tão pequena conseguiu mudar a sua vida.

Esta é a lista dos primeiros livros adultos que Matilda leu:

Grandes Esperanças, de Charles Dickens

Nicholas Nickleby, de Charles Dickens

Oliver Twist, de Charles Dickens

Jane Eyre, de Charlotte Bronte

Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

Tess, de Thomas Hardy

Kim, de Rudyard Kipling

O Homem Invisível, de H.G.Wells

O Velho e o Mar, de Ernest Hemingway

O Som e a Fúria, de William Faulkner

As Vinhas da Ira, de Jonh Steinbeck

Os Bons Companheiros, de J.B.Priestley

O Condenado, de Graham Greene

A Revolução dos Bichos, de George Orwell

Esta leitura faz parte do Desafio Literário 2012, cujo tema de Fevereiro é a leitura de livros cujos títulos sejam nomes próprios.

Aqui é possível ler as resenhas dos outros participantes.

18 thoughts on “Matilda

  1. Roald Dahl é ótimo. Não li os infantis, mas estou no meio de um de contos (do tipo bem ácido, até macabro – você vai gostar) curtindo bem devagarinho, para não acabar logo. Já, já, ele aparece lá na prateleira.
    Há um tempo lá falei de um (Le coup de gigot) que ainda não foi traduzido aqui em nossas bandas, sobre uma mulher que mata o marido com uma perna de carneiro. Também é ótimo, e foi considerado na França como literatura juvenil…
    Beijocas.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    @Mom – Míriam, ah e qual é o nome desse conto que tu estás lendo? Fiquei curiosa… eu adoro o Dahl acho os livros dele muito legais…
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  2. Dahl é um mestre, pena que não me deparei com ele ainda. Me lembro bem do filme, se não me engano é do De Vitto né? Fiquei interessado nos contos que a Mom-Míriam disse acima, vou pesquisar sobre. E que inveja boa que me deu da lista de livros que Matilda leu, só clássicos 😉

    Grande abraço, e bom feriado.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    @Luciano A.Santos, O filme foi dirigido pelo De Vitto sim, ele também faz o papel da Matilda, também me interessei pelos contos, adoro contos hehehehe…
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  3. Essa Matilda não é a mesma da história em quadrinhos não, é? Gostei da tua resenha, um perigo ficar lendo resenhas de livros, porque não há tempo para lê-los todos!!! 🙂 Bjs!

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    @Ana, ah a eterna saudade de tudo que ainda não lemos hehehehehe… A guria da história em quadrinhos é a Mafalda, pelo menos eu não sei de versão da Matilda em quadrinhos.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  4. Mi, querida,
    Estou lendo uma coletânea, em português, que se chama “Beijo”, só falta um conto para acabar e, logo, logo, falo sobre ele lá no blog. O outro, em francês, se chama “Coup de Gigot et autres histoires à faire peur”.
    A nossa versão repete 3 dos contos do livro francês, menos o da perna do carneiro (o que é uma pena), e acrescenta vários outros. Uns poucos fracos, a maior parte muito boa e uns ótimos!
    Beijos.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Oi @Mom – Míriam, obrigada querida, vou procurar essa coletânea 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  5. Oi Mi!

    Só fiquei sabendo que tinha um livro da matilda por causa do desafio, e fiquei curiosa pra ler… Mas já vi o filme tantas vezes na sessão da tarde quando era pequena que já sei de cor hehehe Um dia eu pego pra ler

    E queria te convidar pro meu projeto, se tu te interessar… tá lá no meu blog 🙂
    beijo!

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Oi @Mione, o filme é lindo né? Eu adoro demais. Vou dar uma olhada no projeto lá no blog, obrigada pelo convite.
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.