Rainer Maria Rilke


“E o propóstito é viver tudo. Viva as perguntas agora.”

Hoje faz 85 anos que Rainer Maria Rilke faleceu. Foi em 2011 que conheci sua obra e ela me tocou de uma maneira tão profunda, tão visceral que me peguei pensando no verdadeiro sentido da palavra imortal. Como não o chamar de imortal quando suas palavras ainda tem tanta força que de alguma forma deixaram em mim marcas que não se apagam, se isso não o torna genuinamente imortal não sei mais o que o tornaria.

Para aqueles que não conhecem sua obra indico dois livros: primeiro seu único romance Os cadernos de Malte Laurids Brigge e também Cartas a um jovem poeta, uma das obras mais magníficas que já li.

8 thoughts on “Rainer Maria Rilke

  1. Eu li Cartas a um jovem poeta por indicação da Tábata do Happy Batatinha e simplesmente amei!!!! É um livro para ler e reler até conseguir absorver tudo o que Rilke nos passa através do livro. Foi com esse livro que peguei o hábito de ter sempre um caderninho a mão para anotar passagens que marcaram de alguma forma.
    Super indico!!!!!!!
    Beijos

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    @Lora Pontes, auuuu que legal que a Tatá te indicou, fui que deu pra ela esse livro, báh agora me aqueceu o coração saber que esse mimo replicou outras leituras, fico muito feliz que o livro tenhas te tocado. Obrigada pela visita e pelo gentil comentário 🙂
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  2. Mi, encomendei antes do Natal o “Os Cadernos de Maltes Laurids Brigge” em uma livraria de Prudente, agora estou esperando chegar, sempre tive curiosidade de lê-lo, e, confesso, estou ansioso 😉

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    @Luciano A.Santos, Ah que bom, depois de ler me conta o que achou, e ó não deixe de ler o cartas a um jovem poeta, é lindo, lindo demais…
    estrelinhas coloridas…

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  3. Olá, conheci este site há pouco tempo e já virei fã. O conteúdo é excelente e muito bem escrito. Só gostaria de sugerir uma mudança neste texto para corrigir um pequeno engano da autora. O verbo fazer quando refere-se a tempo não vai para o plural, o correto seria “Hoje faz 85 anos…”.
    Se vc quiser, pode apagar esse comentário depois que o ler. Um abraço e um ótimo 2012 pra você.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Olá @Miriam Kojima, obrigada pela visita e pelo gentil comentário, que só veio acrescentar. Já corrigi o texto e certamente agora sempre vou lembrar dessa regra 😀
    Fico feliz que gostou do Bibliophile, um 2012 iluminado e cheio de boas leituras para ti.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

  4. Eu já li esses dois livros e o Canção de Amor e Morte do Poeta-Estandarte Cristóvão Rilke, e esse autor me calou profundamente. Lembro que era como !reconhecer”, em vez de ler. Algo parecido só senti lendo Clarice Lispector e Aníbal Machado, uma atmosfera bem mais profunda que o habitual. Amei.

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

    mimuller Reply:

    Olá @Cacá, ainda não tive oportunidade de ler este que tu citou mas logo irei incluí-lo em minha lista, Rilke é mesmo um auor que cala profundamente. Obrigada pela visita e pelo gentil comentário 🙂

      (Quote)  (Reply)

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.