Canais Literários

Confesso que não sou uma adepta aficionada de canais no youtube, mas tem alguns que eu gosto muito de acompanhar, principalmente porque produzem conteúdos interessantes e que fogem do um pouco do lugar comum. Alguns deles não são exclusivamente literários, mas volta e meia falam de literatura. Deixo com vocês os meus 7 canais preferidos. Ah, quem tiver dicas, deixa nos comentários 😉

Que a força da leitura esteja com vocês 😉

 

The Bookshop Band

A The Bookshop Band, formada pelos músicos londrinos Beth Porter, Poppy Pitt e Ben Please é uma banda com uma história incomum: ela teve início quando o proprietário da livraria  Mr B’s Emporium of Reading Delights convidou Ben para tocar na loja, com o objetivo de tornar o tradicional bate papo com autores mais interessante. Como a primeira experiência deu certo Ben convidou os amigos e assim nasceu a banda, que tem em seu repertório apenas músicas inspiradas na literatura.

*****

“Esse projeto começou simplesmente como um meio de a gente se reunir, escrever algumas músicas sobre livros que amamos e tocá-las em uma livraria para algumas pessoas. Nós nos divertimos muito fazendo isso, e não tínhamos maiores expectativas.” Ben Please


A música que mais me emocinou foi justamente a que é uma declaração de amor às livrarias. A “Shop with books in” foi escrita para apoiar um evento britânico que celebra as livrarias independentes, a Independent Booksellers Week 2012, e tem uma letra que fala direto ao coração dos bibliófilos. Eles também escreveram uma música inspirada no nosso querido Saci Pererê, “Oh Saci” é muito especial também, por motivos óbvios.

Rio de livros

     Uma instalação gigantesca tomou conta de uma praça em Melbourne, Austrália, com o objetivo de criar um “rio transbordando de livros“. Alocada em um local originalmente destinado aos tráfego de carros e pedestres e nas palavras de um dos organizadores este é um gesto simbólico em que a literatura toma o controle das ruas e se torna a conquistadora do espaço público, oferecendo aos cidadãos, um espaço, em que o tráfego perdeu espaço,  rendendo-se ao singelo poder da palavra escrita.
     A obra foi feita com 10.000 livros descartados por bibliotecas públicas que foram recolhidos pelo Exército da Salvação e ficou 30 dias em exposição. Uma obra fantástica que deve ter emocionado e tocado de inimagináveis formas quem teve o privilégio de visitá-la.




p.s. não esquece de clicar em alguma das fotos e conferir mais imagens fantásticas.

Dedicatórias

     Adoro receber livros com dedicatórias, elas tornam um exemplar comum em um objeto único e especial e que muitas vezes se torna um símbolo poderoso. Também gosto de escrever dedicatórias, não faço sempre, só depois de conferir com o presenteado, mas quando faço é uma delícia, adoro rascunhar, buscar referências no próprio texto do livro, nas falas e discursos do presenteado, tudo para fazer do pequeno texto uma celebração.
     Já aconteceu de comprar livros em sebos  e ele vir com dedicatórias para outras pessoas, também adoro isso. Minha capacidade imaginética é fortíssima e quando dou por mim já criei mil histórias para justificar o fato de um livro que deveria ser especial para alguém estar em um sebo.
    A dedicatória que ilustra esse post, torna meu exemplar de “As Valsas Invisíveis”, ainda mais especial, foi feita pelo querido amigo Edu Trindade, em seu belíssimo livro de estréia.
     E vocês gostam de dedicatórias? Para quem gosta deixo a indicação do Tumblr  do projeto “eu te dedico” que reúne lindas dedicatórias e as histórias por trás delas. Lindo.

Minha Meta Literária 2012

A Lu, a moça que manda e desmanda no delicioso blog Coruja em teto de zinco quente, me passou essa meme que foi ideia da Natallie, do blog O Fantástico Mundo da Leitura e consiste em listar minhas expectativas de leitura para o próximo ano.

Minha Booklist de 2012

Carambolas atômicas não tem como colocar a infinita lista de possíveis leituras aqui, é muito livro, mas não custa nada fazer uma previsão meio geral então vamos lá:

* Os prioritários são os livros escolhidos para o Desafio Literário 2012.

* Os livros do Neil Gaiman que estão aqui na estante: Deuses Americanos, Odd e os gigantes de gelo, Belas Maldições (parceria com o Terry Pratchett) e Coisas Frágeis 2.

* A abadia de Northanger, Jane Austen

* Walden, Henry David Thoreau

E pelo menos mais um 15/20 livros da minha estante que estão na fila de espera.

A primeira leitura do ano

Provavelmente vou ler Deuses Americanos, Neil Gaiman

Lançamento nacional do ano

Páginas do Futuro: Contos brasileiros de ficção científica – Braulio Tavares (org.)

Lançamento internacional do ano

Obviamente que aqui vou chover no molhado, qualquer livro do Neil Gaiman ou do Terry Pratchett são os lançamentos mais aguardados por mim. Li lá no Coruja que vai ter Monkey and Me (Neil Gaiman) e a série The Long Earth (Terry Pratchett).

A continuação de saga mais esperada

Báh com certeza o quarto livro da série Sr. Ardiloso Cortês, Derek Landy: Dark Days

O final de saga mais esperada

Sem dúvida o décimo livro da série Rangers: A Ordem dos Arqueiros: The Emperor of Nihon-Jin, John Flanagan

A quem eu indico esse meme (10 blogs)

Todos leitores que quiserem participar 😉

Desafio Literário 2012 – Lista

Finalmente terminei minha lista e como para 2012 o regulamento permite mais flexibilidade, não sendo obrigatório a feitura da lista resolvi fazer um pouco diferente de como fiz nas edições anteriores: elegi um livro principal e em algumas categorias selecionei alguns livros como reservas, dentre estes vou escolher o que estiver com mais vontade de ler na época, todos? Nenhum? quem sabe? Sendo assim meu compromisso assumido é apenas com os livros principais, minha sanidade agradece 😉

Janeiro – Literatura Gastronômica

Adorei esse tema, gosto tanto, que dos livros sugeridos como leitura já tinha lido todos. Elegi como principal um livro que está há uns bons anos esperando a leitura. Os reservas já estão na minha lista também há tempos, mas esses ainda vou comprar 😉

Livro Principal:
Memórias gastronômicas, Alexandre Dumas
Reservas:
Chocolate, Joanne Harris
A sopa de Kafka, Mark Crick
 

Fevereiro – Nome Próprio (de pessoas)

A escolha desses foi fácil, os três são de autores que adoro e já moravam aqui na minha biblioteca, simples assim.

Livro Principal:
Maya, Jostein Gaarder
Reservas:
Matilda, Roald Dahl
Caim, José Saramago
 

Março – Serial Killer

Tá bom eu confesso: não curto livros de Serial Killer como antes, não me pergunte antes do que, que também não sei, quando dei por mim eles já não despertavam a paixão de antes, tanto é que o livro que escolhi como principal está aqui na estante implorando para ser lido e tem sido ignorado descaradamente sem dó nem piedade. Só escolhi um como reserva porque estou querendo ler faz tempo e a Carol já me falou que é bom 😉

Livro Principal:
O jardim de ossos, Tess Gerritsen
Livro Reserva:
O perfume – Patrick Süskind
 

Abril – Escritor(a) oriental

Um tema tão rico, e tão ausente nas minhas leituras. Uma pesquisa básica na minha biblioteca apontou que tenho apenas um livro que se enquadra nessa categoria, mas na minha lista de aquisição tem vários, não tive dúvidas, fui lá e escolhi logo quatro livros.

Livro Principal:
Haroun e o mar de histórias, Salman Rudshie (India)
Livros Reserva:
Balzac e a Costureirinha Chinesa – Dai Sijie (China)
Kafka à beira-mar, Haruki Murakami (Japão)
Não me abandone jamais, Kazuo Ishiguro (japão)
Eu sou um gato, de Natsume Soseki (Japão)
 

Maio – Fatos Históricos

Tema que sempre me agrada, escolhi como principal um livro da mesma autora de A Casa das Sete Mulheres, porque gosto muito do estilo de escrita dela. E é claro que inclui vários na lista de reservas.

Livro Principal:
Uma ponte para Terebin, Leticia Wierzchowski (Segunda Guerra)
Livros Reserva:
Extremamente alto e incrivelmente perto – Jonathan Safran Foer (11 de setembro)
Ratos e Homens, John Steinbeck (Grande Depressão Norte-Americana pós-1929)
Saga, Erico Verissimo (Guerra Civil Espanhola)
O Anexo, Sharon Dogar (Segunda Guerra)
O Cemitério de Praga, Umberto Eco (Protocolos dos Sábios de Sião)
 

Junho – Viagem no Tempo

Para esse mês não tinha um único livro então selecionei um do meu amado Carl Sagan, outro que Tatá gostou e dois que estou de olho faz tempo.

Livro Principal:
Contato, Carl Sagan
Livro Reserva:
O mapa do tempo, Félix J. Palma
Matadouro 5, Kurt Vonnegut
A Mulher do Viajante no Tempo, Audrey Niffenegger
 

Julho – Prêmio Jabuti

Pensei não ter mais nenhum livro nessa categoria para ler, mas lendo as escolhas alheias (oi Luma!) descobri que tenho dois livros que se enquadram nessa categoria \o/

Deixei como reserva os que já tinha escolhido para comprar.

Livro Principal:
O Silêncio da Chuva, Luis Alfredo Garcia-Roza (1997)
Livros Reserva:
O Grande Mentecapto, Fernando Sabino (1980)
Manual da Paixão Solitária, Moacyr Scliar (2009)
Os espiões, Luis Fernando Veríssimo (2010)
 

Agosto – Terror

Outro tema que os livros estão sendo ignorados por aqui, mas esse pelo menos eu tinha alguns na biblioteca para incluir na lista.

Livro Principal:
A estrada da noite, Joe Hil
Livros Reserva:
Vittório, o vampiro, Anne Rice
Sétimo, André Vianco
A hora das bruxas I – Série “As Bruxas Mayfar”, Anne Rice
A hora das bruxas II – Série “As Bruxas Mayfar”, Anne Rice
 

Setembro – Mitologia universal

Tema fácil e que sempre me agrada

Livro Principal:
A criança roubada, de Keith Donohue
Livros Reserva:
A batalha do apocalipse, Eduardo Sphor
A Pirâmide Vermelha – As Crônicas Dos Kane – Livro 1, Rick Riordan
O Trono de fogo, As Crônicas dos Kane – Livro 2, Rick Riordan
 

Outubro – Graphic Novel

O DL2012 me ganhou com esse tema, amo de paixão, foi supertranquilo selecionar vários livros que estão na fila de espera.

Livro Principal:
Persépolis, Marjane Satrapi
Livros Reservas:
Criaturas da noite, Neil Gaiman
O pequeno livro dos Beatles, Hervé Bourhis
Sandman – Edição Definitiva, volume 2 – Neil Gaiman
Courtney Crumrin & as Criaturas da Noite, Ted Naifeh
Santô e os pais da aviação, Spacca
Cabelo Doido, Neil Gaiman
Mr.Punch, Neil Gaiman
Sinal e Ruído, Neil Gaiman
Sandman apresenta: Caçadores de sonhos, Neil Gaiman
 

Novembro – Escritor(a) africano

Esse tema foi o que mais ampliou meus horizontes, não tenho nenhum autor africano na minha biblioteca e também não me lembro de ter lido nenhum, selecionei dois autores sul-africanos, a primeira porque gostei demais do que li sobre o livro e o segundo porque Tatá garante que é muito, mas muito divertido mesmo. No fechamento da lista a resenha de Kovacs me encantou de tal maneira que inclui o escritor angolano valter hugo mãe.

Livro Principal:
A arma da casa, Nadine Godimer – África do Sul
Livros Reservas:
Cotoco, John van de Ruit – África do Sul
A máquina de fazer espanhóis, valter hugo mãe – Angola
 

Dezembro – Poesia

Mais fácil impossível, sempre tenho livros de poesia a serem lidos na minha biblioteca

Livro Principal:
Cecília de Bolso, Cecília Meirelles
Livros Reserva:
Quadras ao gosto popular, Fernando Pessoa
Defeitos escolhidos & 2000, Pablo Neruda
As aventuras de Tom Bombadil, J.R.R. Tolkien
O uivo, Allen Ginsberg
 
 
p.s. o nome do autor angolano valter hugo mãe não está grafado errado não, o próprio autor escreve seu nome com letras minúsculas.